Produtores de queijo buscam indicação geográfica para o selo da marca Araxá

Redação 22 de maio de 2015 0

Trabalho em conjunto vem sendo desenvolvido através da Associação do Queijo

Da Redação

Várias etapas desse processo estão sendo realizadas em Araxá, no Alto Paranaíba. O trabalho é em conjunto com produtores de queijo de onze municípios da microrregião: Araxá, Campos Altos, Conquista, Ibiá, Pedrinópolis, Perdizes, Pratinha, Sacramento, Santa Juliana, Tapira e Uberaba.

Esta semana, aconteceu uma reunião na sede da Ampla, Associação da Microrregião do Planalto de Araxá, em busca de agilidade na viabilização do processo. “Em primeiro lugar os próprios produtores fizeram um levantamento histórico comprovando que o produto tem fama e passa de pai para filho, depois que o queijo tem segurança alimentar”, explica o fiscal federal agropecuário Carlos Roberto Castro.

A Associação Queijo Araxá coordenada por Calimério Antônio Guimarães coordena os trabalhos no município para aquisição do selo, já existente nas marcas Serro e Canastra. “Faltam poucas etapas para que a microrregião de Araxá seja a próxima a possuir a garantia e um trabalho intensificado dos produtores vai ajudar a conseguir o benefício”, explica.

Com essa indicação geográfica, é criada uma exclusividade do queijo de Araxá e com isso há uma valorização do produto em todo território. O selo exclusivo é concedido pelo Inpi, Instituto Nacional da Propriedade Industrial, e é uma ferramenta de valorização e destaque do produto regional.Em Minas Gerais existem 192 queijarias cadastradas no Programa Queijo Minas Artesanal, dessas 17 em Araxá.

Deixe um Comentário »