MP discute regularização da venda e do comércio do queijo em Araxá

Redação 3 de junho de 2015 0

Vendedores do produto assinam TAC contra venda ilegal

Da Redação

Representantes de pontos comerciais onde há venda de queijo no município de Araxá, no Alto Paranaíba, assinam Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) durante reunião com o promotor curador da Defesa do Consumidor, doutor Marcus Paulo Queiroz Macedo.

A ideia é que o próprio comerciante passe a ser um elo entre o produtor e o consumidor. Ele poderá informar o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) alguma irregularidade e ainda passar informações aos clientes.

“É necessário regularizar a comercialização do queijo na cidade de Araxá, de modo que se possa garantir tanto a qualidade do que hoje é comercializado, quanto às informações necessárias aos consumidores. Já há uma fiscalização corriqueira tanto por parte do Ministério Público quanto da Vigilância Sanitária municipal”, relata o promotor.

Gerente de uma das lojas de uma rede de supermercado, Wagner Azevedo, diz que controla, juntamente com uma equipe, todos os produtos que são vendidos no local. “No caso dos queijos, conferimos se estão em bom estado, devidamente cadastrado e regularizado na hora que são entregues”, relata.

No encontro os vendedores de queijos assinaram e se comprometeram com a venda legal do produto. “Nós já temos os endereços de todos os vendedores e queijo da cidade, e os que não cumprirem a determinação, infelizmente teremos que entrar com o TAC”, detalha doutor Marcus Paulo.

O presidente da Associação Queijo de Araxá e fiscal do Instituto Mineiro Agropecuário (IMA) na cidade, Calimério Guimarães, conta que os produtores de queijo devem procurar a unidade de Araxá, na Avenida Imbiara, para garantir que o produto seja vendido de acordo com os padrões de qualidade exigidos.

Deixe um Comentário »