Eleitores de BH e cidades onde a biometria não é obrigatória podem votar normalmente em 2018

Redação 1 de outubro de 2018 0

Em Minas, só houve cancelamento de títulos por ausência ao recadastramento biométrico em Betim, Contagem, Uberaba e Uberlândia

Os eleitores que não fizeram a biometria em cidades onde o procedimento ainda não é obrigatório poderão votar normalmente nas eleições de outubro, desde que estejam com a situação eleitoral regular com a Justiça Eleitoral.

O TRE-MG esclarece que não houve cancelamento de títulos eleitorais nesses municípios por causa da biometria. Em Minas, apenas os eleitores das cidades que passaram pela revisão biométrica obrigatória entre 2017 e 2018 – Betim, Contagem, Uberaba e Uberlândia – e que não compareceram até 9 de maio é que não poderão votar nas Eleições 2018.

O recadastramento biométrico obrigatório ocorreu apenas em Betim, Contagem, Uberaba e Uberlândia e terminou em 9 de fevereiro de 2018. Foram 213.172 eleitores dessas cidades que não fizeram o recadastramento biométrico e, consequentemente, tiveram os seus títulos cancelados. Em Betim, foram cancelados 43.539 (15,62%*); em Contagem, foram cancelados 85.534 (18,70%*); em Uberaba, o número de cancelados foi 27.081 (12,02%*); e em Uberlândia foram 57.018 (11,89%*) títulos cancelados.

Apenas esses eleitores não estarão nas listas de votação e na urna eletrônica dos dias 7 e 28 de outubro (se houver segundo turno) e, por isso, não devem ir aos seus locais de votação nesses dias, já que não poderão votar. Só fez o recadastramento quem comprovou o vínculo com o município apresentando o comprovante de residência, conforme determina a norma em vigor.

A Justiça Eleitoral recomenda que o eleitor irregular procure um cartório ou posto de atendimento da Justiça Eleitoral em sua cidade a partir do dia 5 de novembro, para justificar a ausência e fazer a biometria, ficando então com a sua situação regularizada. Para evitar filas, o eleitor deve agendar seu atendimento no site do Tribunal ou no Disque-Eleitor com antecedência.

O eleitor deve levar o seu título (se tiver), um documento de identificação oficial e um comprovante de residência atual. Além dos eleitores das cidades com biometria obrigatória que não fizeram o recadastramento, também podem estar com os títulos cancelados aqueles que não votaram e nem justificaram a ausência em três eleições consecutivas (cada turno é considerado uma eleição).

O total de títulos cancelados em Minas, pelos mais diversos motivos, é de 1.448.018. Para verificar sua situação, o eleitor pode consultar o Disque-Eleitor (148).

* Percentual calculado com base no eleitorado total antes da revisão biométrica.

Deixe um Comentário »