Bancos entram em greve a partir de hoje em Araxá

Redação 2 de outubro de 2014 0

A decisão que visa melhores condições de trabalho e reajuste salarial é por tempo indeterminado

Por Wallace Coelho

Os bancários de Araxá,  Alto Paranaíba, seguiram o movimento nacional e iniciaram nesta quinta-feira (3) uma paralisação por tempo indeterminado.  A decisão foi tomada em assembleia realizada na sede do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários em Araxá. Os trabalhadores estão pedindo um reajuste de 12,5% e definição do piso salarial em R$ 2.979,25.

Os bancos ofereceram inicialmente um reajuste salarial de 7% – valor que foi rejeitado pela categoria.  Após o anúncio da greve, os banqueiros fizeram uma nova proposta, elevando o reajuste para 7,35%. Porém, essa nova oferta não agradou os trabalhadores.

“Estamos negociando com os banqueiros desde janeiro e eles vêm enrolando. Aí não teve outra forma, senão partir para  greve.  A nossa reivindicação é 12,5% e o que eles ofereceram está bem abaixo. Queremos também o piso nacional no valor que é de R$ 2.979,25”, explica do presidente do Sindicato em Araxá, José Roberto Alves.

O sindicalista explica que não é intenção do movimento se prolongar. “Jamais a categoria queria greve, porque os clientes são prejudicados. Mas temos esperança que vá resolver rápido”.

Em Araxá são sete agências que aderiram à mobilização. Célio Celso é bancário há 14 anos e lamenta a necessidade de manifestações dessa natureza. “Do pagamento a fomentar o mercado, somos fundamentais. Se uma empresa precisa de recursos, ela vai buscar no banco. Se nós paramos, não tem funcionário para atender”.

No período, serão mantidos 40% dos profissionais para o atendimento à comunidade. O usuário pode utilizar de caixas eletrônicos, internet banking, o aplicativo do banco no celular (mobile banking), operações bancárias por telefone e também pelos correspondentes, que são casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados para a realização de transações financeiras.

Deixe um Comentário »