Crea-Minas celebra 84 anos de história

Redação 19 de abril de 2018 0

O Conselho é responsável pela regulamentação e fiscalização do exercício das profissões da área tecnológica em âmbito estadual 

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) celebra 84 anos de história. A autarquia foi criada em 23 de abril de 1934, por meio da Resolução 002 do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), com o intuito de regulamentar e fiscalizar o exercício profissional da engenharia. Desde então, novas modalidades profissionais foram surgindo e incorporadas ao Sistema Confea/Crea. Hoje, o Crea-Minas fiscaliza o exercício profissional da engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia, conforme prevê a Lei Federal 5.194/1966.

 “O Crea-Minas, em mais de oito décadas de existência, sempre teve como prioridade garantir o pleno exercício das profissões da área tecnológica e o direito de toda a sociedade a uma engenharia de qualidade. E seguimos convictos da nossa missão de defender os interesses sociais e humanos, promovendo a valorização profissional, o desenvolvimento sustentável e a excelência do exercício das atividades profissionais”, afirma o presidente do Conselho, engenheiro civil Lucio Borges.

A função do Crea-Minas é proteger a sociedade da prática ilegal das atividades técnicas, garantindo que existam profissionais legalmente habilitados, com conhecimento e atribuições específicas, na condução dos empreendimentos da área tecnológica. Ao longo  dos anos, o Conselho mineiro contribuiu ativamente para o desenvolvimento do estado ao promover projetos de interesse humano e social, disponibilizando o conhecimento da área tecnológica a serviço das políticas públicas, setoriais e locais.  “Atuamos para além da nossa atividade-fim ao fomentar debates nas mais diversas áreas como produção de alimentos, implantação de infraestrutura, mobilidade urbana, melhoria da qualidade da água e do saneamento, produção industrial, desenvolvimento sustentável, entre outras. A área tecnológica é uma importante aliada da sociedade”, diz Lucio Borges.

No comando do Conselho desde janeiro de 2018, Lucio defende uma atuação do Crea aberta ao diálogo com os diversos setores que compõem a sua base. “Esse contato direto nos permite ouvir, de forma ativa, ideias e propostas vindas de profissionais, conselheiros, inspetores, entidades, instituições de ensino, empresas e sociedade, no sentido de convergir em escolhas que contemplem o maior número de demandas”, detalha.

O presidente ressalta ainda que, na atual conjuntura do Brasil, é preciso a união de todos para que a área tecnológica seja cada vez mais fortalecida e apta para contribuir com o desenvolvimento das cidades, estado e país. “O Crea-Minas é uma instituição sólida que carrega consigo uma trajetória de defesa da sociedade. O nosso maior desafio, nesse sentido, é buscar a unidade nas ações do Conselho para que todos se vejam representados e atendidos em suas necessidades”, afirma Lucio.

Deixe um Comentário »