Livro com fotos de Araxá será lançado e renda é revertida ao SOS

Redação 30 de novembro de 2017 0

Registros da araxaense Maria Helena de Ávila, feitas em vários pontos da cidade, estampam a publicação

Fotografar Araxá, cidade de mil encantos e belas paisagens, é uma atividade muito comum hoje em dia. Isso também graças ao fato de que a maioria das pessoas anda com suas câmeras a tira colo nos telefones celulares.

As redes sociais, principalmente, concentram álbuns que guardam esses cliques e registros. Mas para a araxaense Maria Helena Ávila, apaixonada pela cidade, são nas páginas de um livro que suas fotos precisavam estar. Não por vaidade. Mas por amor.

Ela trabalhou e vai lançar, no dia 07 de dezembro, às 20 horas, no Teatro Municipal de Araxá, a publicação Araxá Um Século e Meio de Vida. “Eu cresci com Araxá. Eu conheci a Araxá antiga, as ruas da cidade. Tenho isso bem guardado no meu memorial. Fui fotografando tudo que gostava, sempre buscando os melhores ângulos para mostrar essa cidade que é linda. Eu amo minha cidade e pensei que essas fotos mereceriam ir para um livro. Deu vontade de mostrar isso para os jovens, para quem não conheceu e quem tem vontade de saber”, explica.

Maria Helena tem essa mania de fotografar desde que era jovem. Nunca fez cursos. É autodidata nessa função. Na fazenda onde morou, nas caminhadas que faz pelas ruas de Araxá, nos passeios de carro acompanhadas de paradas em lugares inusitados. Tudo para conseguir o clique mais bonito. Uma terapia, que aos 70 anos de idade, ela ainda faz questão de manter na sua rotina diária e extensa. O celular com a câmera está sempre ao alcance das mãos.

Nas paredes da residência da sempre sorridente autora e fotografa por paixão, centenas de quadros de todas as épocas, lugares e acontecimentos. Selfies de uma época que não eram comum tira-las. Festas, família, amigas. E ela lembra de cada imagem clicada e cada história envolvida. São nos finais de semana e feriados que ela gosta de andar para exercer sua atividade favorita.

“Eu sempre gostei muito de fotografar. Quando eu talvez, ainda na fazenda, não podia ficar ali clicando, eu colocava alguém ali por conta para fotografar para mim e não deixar passar nada daquilo que eu queria que fosse mostrado. Mas eu sempre gosto de fazer, porque ando, mudo o ângulo e quero mostrar tudo que eu acho que precisa ser mostrado e que vale a pena ficar registrado”, lembra com muito bom humor.

O livro que está lançando tem cerca de 120 páginas recheadas com mais de 100 imagens feitas pela fotografa amadora e algumas informações básicas como legendas e instruções para quem não é de Araxá, como por exemplo, a localização daquele ângulo e o sentido do bairro que está ao fundo da paisagem.

E outro detalhe importante faz parte do projeto que envolve o lançamento da obra. Os 300 exemplares feitos vão ser vendidos e toda a renda tem destino certo. Vai ser enviado para ajudar nos trabalhos do Serviço de Obras Sociais (SOS) de Araxá, entidade que completa 50 anos de fundação nesse ano. Maria Helena não quer ficar com nada.

“Eu sempre ajudei o SOS, fui voluntária de lá. O SOS é sempre muito sobrecarregado de pedidos de todo tipo de pessoa e de família da nossa cidade, que precisa muito de um apoio. Então, eu acredito que o que nós conseguimos arrecadar com essa venda vai ser muito bem empregado pelos serviços que essa entidade presta na nossa cidade. Espero que os araxaenses aceitam e comprem o livro para ajudar o SOS”, destaca.

Toda costurada, a publicação é praticamente um mapa que mostra os detalhes, que aos olhos de Maria Helena, são o diferencial e exemplificam a beleza da cidade. “As pessoas andam cabisbaixas e não reparam o entorno daquele caminho que fazem. Esse livro vai mostrar esse olhar as pessoas, essa visão, para que a gente aprenda a admirar tudo enquanto caminha, porque é tudo sempre muito bonito dentro daquilo que está representando. Precisamos ver a beleza”, finaliza.

Serviço

Evento: Lançamento do Livro “Araxá Um Século e Meio de Vida”

Data: 07 de dezembro de 2017

Local: Teatro Municipal de Araxá

Horas: 20 horas

Entrada Franca

Obs.: Toda a renda com a venda dos livros será revertida ao SOS Araxá.

Assessoria de Imprensa

Deixe um Comentário »